Quinta-feira, 16 de Junho de 2005
Vasili Mitrokhin, um antigo arquivista do KGB, passou doze anos a copiar e a guardar informação confidencial dos serviços secretos soviéticos. Em 1992, fugiu para o Ocidente e na semana passada tornou público o espólio acumulado, através do Times londrino. As revelações – que incluem planos da URSS para sabotar a investidura do príncipe de Gales ou inutilizar fisicamente o bailarino Nureyev -, estão, como se usa dizer, a agitar o Reino Unido, sobretudo devido às denúncias de cidadãos britânicos que praticavam espionagem em favor de Moscovo.
Do que não se fala, naturalmente em Inglaterra, mas estranhamente em Portugal, é das numerosas referências que Mitrokhin faz ao muito nosso Álvaro Cunhal, bem como aos seus arrabaldes, também conhecidos por PCP. A maioria das histórias, é certo, não podem ser consideradas chocantes. Que Cunhal pertencia à “linha dura” e era “leal” ao “sol” soviético, nós já sabíamos; que foi dos raros comunistas ocidentais (e o primeiro) a apoiar a invasão de Praga, idem. Faltava apenas esclarecer alguns pormenores, o que o “Arquivo Mitrokhin” consegue.
Graças a ele, passamos a ter indícios detalhados de que, nas décadas de 70 e de 80 (em democracia, note-se), o PCP (leia-se o camarada Álvaro) entregou aos agentes do KGB em Lisboa meia tonelada de documentação vária, envolvendo material da PIDE, da NATO e dos Serviços Especiais portugueses. Além disso, era frequente o recrutamento e o envio de elementos do partido rumo à Rússia, visando formação intensiva com os especialistas locais em artes revolucionárias.
É claro que, até há dez anos, um bom comuna devia obediência e fidelidade à URSS acima de tudo, sendo a nação de origem, como tantas outras coisas, irrelevante. Nesta perspectiva, e a confirmarem-se os registos de Mitrokhin, o camarada Álvaro agiu de forma inequivocamente louvável, correspondendo aos interesses soviéticos, que eram, não sei se se lembram, os interesses de todos os povos.
Por acaso, o mundo teima em reger-se por valores distintos, e uma pessoa que trafica informações comprometedoras para o seu país é, tecnicamente, um espião e, em última instância, um traidor. Dantes, semelhante proeza pagava-se com a forca, ou, na falta dela, com cadeia demorada. Hoje, nesta terra, o atestado dos crimes do PCP não suscitou um pio. Onde andam os profissionais da indignação, que tanto se maçam com Jardim, a “hipocrisia” internacional, a ONU e o pobre Clinton? Suspeito que o seu silêncio não se deve à vetusta idade de Cunhal, pois o mesmo argumento não evitou o júbilo pela prisão de Pinochet. E, ainda que assim fosse, não haveria uns camaradinhas mais moços prontos a ocupar Caxias?

Correio da Manhã, 22 Setembro 1999
[Nota: hoje, assim de memória, já que de momento não tenho acesso ao livro ou a outra fonte fiável, surgem-me algumas dúvidas de que o fornecimento de informação ao KGB tenha continuado para além do PREC. O que não retira gravidade ao facto, mas pode retirar precisão ao texto. Não importa: à época saiu assim, e assim continua. Reclamações à sede da Soeiro Pereira Gomes, sff.]


publicado por ag às 15:19 | link do post

mais sobre mim

Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Últimas

Dias Contados

A crónica do DN

A crónica da Sábado

Juízo Final

Dias Contados

2008, um lugar

2008, um filme

2008, um livro

2008, um disco

Juízo Final

Arquivo morto

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Outubro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Dezembro 2003

Novembro 2003

Outubro 2003

Setembro 2003

Agosto 2003

tags

crónicas da sábado

crónicas do dn

involução da espécie

todas as tags

Outros
blogs SAPO
RSS